Feiras de Moda em Gramado


Sortimentos.com || Rio de Janeiro


Notícias Réveillon 2013 na Praia de Copacabana, Rio de Janeiro

Notícias Réveillon 2013 na Praia de Copacabana, Rio de Janeiro

A Secretaria Especial da Ordem Pública (Seop), com o apoio da Guarda Municipal,
montou um esquema especial de fiscalização para o Réveillon 2013, em Copacabana,
para fiscalizar as posturas municipais nas areias, garantindo o ordenamento
e a segurança dos frequentadores do evento.

 

 

Não é permitido
– A venda de produtos em embalagens de vidro;
– Fabricar, assar ou cozinhar alimentos na praia, tais como churrasquinho,
queijo coalho, camarão, amendoim torrado, salgadinhos e sanduíches;
– A orla, em toda sua extensão, é uma área de proteção ambiental.
Não será tolerado o acampamento, a montagem de cercadinhos ou a de demarcação
com fita nas areias.

 

 

O que é permitido
– A venda de produtos em lata ou embalagens de plástico;
– Os frequentadores poderão levar garrafas vidro para uso pessoal, como as de espumante,
que são uma tradição para brindar o fim de ano. Entretanto, é importante que o descarte
seja feito nos latões disponibilizados na orla, pois os cortes causados por vidro
é uma das maiores incidências de acidentes na época de Réveillon;
– As famílias também podem trazer de casa produtos preparados para a ceia,
lembrando sempre de descartar os restos na lata de lixo mais próxima para ajudar
a manter a praia limpa.

 

 

Esquema especial de fiscalização
A Seop atua com 1.688 agentes (1.400 guardas municipais de controle urbano,
190 de trânsito e 98 agentes da Seop). Serão 52 barreiras operacionais montadas,
para coibir o comércio ambulante irregular nas principais vias de acesso
à Praia de Copacabana.

Público contará com seis postos na orla da praia
A secretaria municipal de Saúde e Defesa Civil (SMSDC) preparou um esquema
especial de atendimento na orla de Copacabana durante a noite de Réveillon.
Seis postos médicos estarão à disposição da população, com 173 profissionais
de saúde trabalhando durante todo o evento, sendo 65 médicos.
As unidades contarão, no total, com 67 leitos (12 de suporte avançado).

Para os casos mais graves, que necessitarem de remoção, 50 ambulâncias
estarão de prontidão. Os postos ficarão na altura da Rua Princesa Isabel,
da Praça do Lido, da Rua Paula Freitas, da Rua Santa Clara, da Rua Bolivar
e da Rua Souza Lima e funcionarão a partir das 17 horas até o término dos festejos.

No último Réveillon, foram realizados 1.645 atendimentos e 87 remoções,
das 17h do dia 31 dezembro às 5h30 do dia 1º de janeiro.